20 de novembro de 2017
Descubra quanto de Mata Atlântica existe em você!

PMB vai ao Boqueirão mostrar a situação caótica do jardim Monalisa

O Partido da Mulher Brasileira (PMB) iniciou ontem (09) a ação que integrará diversos bairros de Araucária, a fim de tentar chamar a atenção do poder público para os problemas e a real situação de cada região do município. A atividade começou pelo jardim Monalisa, localizado no bairro Boqueirão, um dos mais antigos da cidade.
 
“No Monalisa, vemos muito lixo e entulho pelas ruas que estão totalmente esburacadas. A quadra de esportes parece estar abandonada pela administração, não há reforma nem manutenção. O mato está tomando conta do local que seria para o lazer dos jovens”, disse a presidente do partido em Araucária, Lucimara Covaleski.
 
Um dos moradores da região, que preferiu não se identificar, comenta que, com o mato alto no entorno da quadra esportiva, há grande risco de bichos peçonhentos aparecerem. “Os meninos acabam usando a cancha, mas é perigoso”, disse. Este mesmo morador contou que não há calçada na localidade onde mora, e que ele mesmo está programando-se para fazer a da casa onde mora.
 
Outro jovem morador do Monalisa, que joga futebol na cancha, diz que ele e outras pessoas da comunidade reclamam para a Prefeitura, mas nada é feito. “Muitas vezes eu e meus amigos temos que soldar as traves. As telas e a rede estão furadas, as marcações da quadra também não aparecem mais”, declarou.
 
Diego Fernandes, 19 anos, conta que sempre morou no jardim Monalisa e que ouve, desde quando era criança, que a região receberia asfalto, situação que não aconteceu até hoje, segundo ele. “Em uma das ruas mais baixas, quando chove aparece muita lama e as casas ficam alagadas. Sem contar a quantidade de animais que aparecem por aqui. Estes dias minha avó achou um gambá atrás do fogão na casa dela”, ressaltou.
 
De acordo com Lucimara, a partir de agora, o PMB deverá realizar manifestações em outros bairros de Araucária. “Somos um partido constituído, na grande maioria, por mulheres. Vamos fazer a diferença nesta cidade. Precisamos que o poder público tome providências urgentes”, concluiu.
 
Até o momento da publicação desta matéria, a Prefeitura não havia respondido o Araupop manifestando-se sobre a situação.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta