20 de setembro de 2017
Descubra quanto de Mata Atlântica existe em você!

Cão que levou tiro no jardim Arvoredo agora está para adoção

Em dezembro do ano passado, o cão que levou um tiro na região do jardim Arvoredo, nas redondezas do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), procurando defender o local onde vivia com mais outros três cães, está totalmente recuperado e agora aguarda adoção.
 
Um dos Guardas Municipais que patrulha na região do CEU conta que na época o cãozinho recebeu todos os cuidados necessários e continuou morando no Centro de Esportes, onde se encontra até hoje. “Ele possui características de cão de guarda, defende seu território. É de porte grande, mas dócil com aqueles que o dão carinho”, afirmou o Guarda.
 
O cão herói e os outros cachorros, dois machos de porte grande e uma fêmea de porte pequeno, também aguardam adoção e uma família amorosa. Os animais são relativamente novos, de acordo com o Guarda, ambos têm, em média, um ano e meio.
 
A HISTÓRIA
Guardas Municipais que patrulhavam na região do CEU, na noite de 8 de dezembro de 2015, ouviram um barulho semelhante a um disparo de arma de fogo e foram verificar a situação quando depararam-se com o cão já ferido.
 
Na sequência, receberam informações de que Volnei Lorenci, identificado posteriormente, havia atirado contra o cachorro.
 
Instantes depois, o homem realizou disparos contra a Guarda Municipal tentando evitar uma abordagem, mas foi baleado e acabou morrendo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta