19 de agosto de 2018
Descubra quanto de Mata Atlântica existe em você!

Vacina contra Zika pode chegar tarde demais

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou na tarde de hoje (09) que a vacina contra o vírus Zika pode chegar “tarde demais” para oferecer um real impacto na atual epidemia constatada na América Latina.

“O desenvolvimento das vacinas ainda está em um estágio muito precoce e as opções mais avançadas ainda vão demorar vários meses para serem testadas em humanos”, disse a diretora-geral-adjunta da OMS, Marie-Paule Kieny, acrescentando que “é possível que as vacinas cheguem tarde demais para o atual surto na América Latina”. Juntamente à diretora-geral, em um encontro em Genebra, o diretor do instituto de pesquisa brasileiro Butantan, professor Jorge Kalil, afirmou que o processo será lento. “Talvez dentro de três anos tenhamos uma vacina. Três anos, sendo otimista”, afirmou.

MOBILIZAÇÃO EM ARAUCÁRIA

Hoje (09) foi dia de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti em prédios públicos de Araucária, a fim de combater as doenças a ele relacionadas: zika, dengue e chikungunya.

Os pontos programados para vistoria foram as unidades de saúde, e, ainda, houve visita dos agentes de combate a endemias no prédio da Prefeitura, CSU, CAIC, Parque Cachoeira, Câmara Municipal, Complexo São Vicente, Secretaria de Obras e Secretarias de Agricultura e Cultura e Turismo, além do Cemitério Central.

Os agentes de combate a endemias relatam que aparentemente o público está preocupado com as doenças que o mosquito transmite, mas os cuidados ainda podem ser ampliados. Ao redor do CSU, por exemplo, os profissionais perceberam descuidos da população, como embalagens de salgadinhos e de refrigerantes.

Quem tiver dúvida ou quiser solicitar vistorias relacionadas a suspeitas de focos de Aedes aegypti pode entrar em contato com o Disque Dengue pelo telefone 0800-643-3005.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da PMA e Agência Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*